Pitch Gov.ES

O Pitch Gov.ES visa unir governo e startups para gerar inovações, solucionando desafios da gestão pública.

Enquanto, por um lado, o governo enfrenta desafios para melhorar os serviços públicos e precisa inovar, por outro, as startups querem validar suas soluções e alcançar escala com impacto positivo. 

De forma resumida, o programa funciona da seguinte forma:

  • Órgãos do governo constroem uma lista de desafios prioritários que podem ser resolvidos por soluções tecnológicas desenvolvidas por startups;

  • Startups que tem soluções para esses e outros desafios se inscrevem no edital;

  • As melhores são selecionadas para apresentarem suas soluções em um evento de pitches;

  • Startups e governo criam conjuntamente um plano de trabalho e assinam convênio para estabelecer cronograma e parâmetros para teste;

  • Testes são realizados, governo conhece soluções para seus desafios, startups conseguem testar suas soluções em escala usando as estruturas do governo e os serviços públicos são melhorados.

As etapas que serão cobertas são:

1. Inspiração:  etapa onde a equipe aprenderá sobre o desafio a partir das experiências das pessoas impactadas por ele. No processo, o time se abrirá para a diversidade de histórias, de possibilidades, fundamentando o desafio nas necessidades dos usuários.

2. Ideação: nessa fase o time transforma a pesquisa com as pessoas impactadas em percepções significativas que se tornarão a base para a definição do desafio. Em seguida, o time irá decompor o desafio inicial em desafios menores dentro de temas e percepções chave. Essa decomposição ajudará a definir as melhores oportunidades de atacar o desafio inicial. 

 

Critérios de Seleção dos Desafios

Os desafios adequados ao programa Pitch Gov.ES são bem diversos, mas existem alguns critérios que serão avaliados a fim de buscar um resultado mais impactante. Então observe se o desafio:

  • É um desafio atual da entrega de serviços ou ações da gestão pública;

  • Compreendido a fundo pela equipe;

  •  Está alinhado ao planejamento estratégico de governo;

  • Tem impacto sobre a eficiência  na entrega dos serviços (tempo, qualidade, custos, etc);

  • Tem impacto finalístico;

  • Atende a um conjunto de necessidades do usuário;

  • Busca uma solução com inovação tecnológica;

  • Demonstra oportunidades de inovação, baseando-se na compreensão do mercado (incluindo abordagens que foram tentadas no passado).